Vitória do Botafogo por 2 a 0 em cima do Bangu

Facebooktwitterpinterest

Hoje o torcedor do Botafogo saiu mais contente do Nilton Santos com a vitória em cima do Bangu. Não foi um jogo chato de ver não e até que o preparo físico dos jogadores melhorou, comparado à primeira rodada. (fotos Celso Pupo).

Destacaria mais as duas defesas dos que os ataques dos times e os dois gols do Botafogo – Felipe Ferreira e Diego Gonçalves, um em cada tempo.

Nas arquibancadas as duas torcidas não desanimaram durante o jogo, mostrando que não foi uma partida ruim. Foram cantando até o final, mesmo a do Bangu com o placar desfavorável. O problema é o número tão pequeno de torcedores. O pessoal tem que pensar que investimento feito no Botafogo precisa de retorno e um deles é estar presente ao estádio.

 

Se a questão é um rendimento pequeno na primeira rodada, é preciso lembrar que o Botafogo está se reformulando e ainda não vai engrenar tão rápido. Não adianta a pressão para novos jogadores de imediato porque os dólares do investimento não chegaram ainda. As coisas não funcionam assim.

Pré-temporada?

Vamos dizer que os jogos do Campeonato Carioca parecem mais pré-temporada do que efetivamente um torneio estadual. E talvez seja mais simples pensar assim.

Mas é estadual e algumas coisas precisam ser repensadas. Não dá para na segunda rodada, Gatito e Ederson levarem cartão amarelo por reclamação e demora de recolocação da bola em jogo. Isso pode prejudicar lá na frente. E não tivemos nada de tão grave assim para explicar isso.

Manutenção

Parece que os telões andam confirmando que precisam de manutenção. Em São Januário o maior não funciona e hoje no Nilton Santos o telão parou de funcionar ainda no primeiro tempo. Ficou preto, depois entraram imagens aleatórias (parece tentativa de conserto) e depois ficou com uma imagem fixa, dentro do possível.

Pelo menos o sistema de som funcionou bem para que pudéssemos ouvir as informações: 2.823 pagantes, 3.112 presentes e renda de R$ 94.878,00.

O que temos reparado nos três estádios que estivemos – Ilha, São Januário e Nilton Santos – a limpeza geral não anda boa. Talvez reflexo das dificuldades e, no caso, da Ilha uma falta de planejamento (já que lá não é tão usado) porque todo mundo sabia que não ia rolar o Maracanã. Perguntei no Twitter, e torcedores do Bangu responderam que não estava ruim, menos os banheiros.

E falando em manutenção… essas transmissões do Carioca tiveram mais um capítulo, incluindo Nota oficial.

 

Bilheterias e acessos

Algumas coisas andam intrigando a gente e vale a pena explicar o que o torcedor pensa. As informações oficiais, pela segunda vez (apesar de mandos de campo diferentes tá) informaram que, neste domingo, as bilheterias iriam fechar em um horário e isso não aconteceu. Hoje por exemplo, a previsão era de parar às 15h. Mas chegamos na do Setor Leste e até 15h20 continuavam abertas. Perguntamos para a orientação e avisaram que fecharia só no intervalo do primeiro tempo.

Ficamos pensando que pode ser uma tática para que o torcedor chegue mais cedo, mas o que observamos é a perda de confianças nas informações passadas. São pequenas coisas? Não para quem tem que se programar para ir a um jogo.

Havia fila na Leste e torcedores perguntando se havia algum guichê específico para ST. Talvez, mas tinha que entrar na fila de qualquer forma.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.