Resende vira o jogo no final e vence o Fluminense

Facebooktwitterpinterest

Noite de Maracanã azul porque o mandante era o Resende e não o Fluminense. Não custa lembrar, vai que você esqueceu, não é? Mandante e mais maduro, o Resende virou o jogo no final e saiu com vitória por 2 a 1, com gols de Kaique e Jefferson de um lado e Alexandre Jesus do outro.

Foi um jogo agitado e esquentou nos minutos finais. De novidade hoje, foi o ritmo mesmo. Os dois times correram bastante e dava para cansar só de ver, mas a experiência do Resende pesou  Lá pelos 35 minutos ia faltar maca porque eram três caídos do tricolor. O time cansou e o Resende cresceu. Nessa hora tinha um gol pra cada lado. Foi a hora que aproveitaram e e viraram o jogo. (Foto do jogo – Oto de Maison Santana/FluminenseFC)

O primeiro tempo rolou reclamação por um pênalti para o Fluminense (pela marcação de impedimento) e, depois, a anulação de um gol, também com impedimento. A reclamação geral foi a corrida do bandeira e depois voltar e assinalar.

Sem a música-torcida, que também não foi adotada no jogo, deu para sentir bem o clima da partida.

 

Algumas mudanças no planejamento do jogo desta quinta, porque antes estava marcado para às 18h, passando para às 21h. E se sair mesmo o decreto em relação aos horários de circulação? A partida acaba às 11h da noite e, quase sempre, a imprensa demora um pouco mais para deixar o estádio. Até ajudando a entender: o jogo acaba, mas o trabalho não termina com o apito final. Ainda tem texto, foto e vídeo pra ajustar.

Praticamente um ano depois que tudo parou, estamos revivendo tudo de novo. Aliás, isso não deveria acontecer se houvesse planejamento e consciência.

Máscaras

No caminho para o Maracanã, e entrada no portão 10, passamos por um trecho da área onde o pessoal faz caminhadas e exercícios. Uma pena que – diferente de algum tempo atrás – muita gente sem máscara.

Nós continuamos no ritmo de máscara, alcool spray para jogar na cadeira onde ficamos e onde colocamos as mochilas, sem falar na água. Avisaram que tem por aqui, mas confesso que ainda não vi. Seguimos fazendo tudo ao nosso alcance e sempre vamos estimular que vocês façam isso também, onde for.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *