Piorou, Botafogo 2 x 5 Grêmio

Facebooktwitterpinterest

Depois de uma série de problemas, resolvidos, voltamos às coberturas, mas em um ambiente triste.

Botafogo e Grêmio em campo e logo no início do jogo já foram foram dois gols do Grêmio – Alisson e Jean Pyerre – mas o placar seria mais elástico, com total de cinco gols (Diego Churín e dois de Matheus Henrique). Pelo Botafogo, Rafael Navarro e Matheus Babi marcaram.

Mas, independente do placar, o clima era de melancolia. Dava para sentir isso no Nilton Santos e também nas redes sociais. Uma das mudanças desta partida, que foi sendo feita na tentativa e erro, foi a música-torcida nos estádios. Dá última vez que estivemos no Nilton Santos ainda estava sendo utilizada, mas nesta partida o som foi apenas dos gritos dos jogadores em campo e também de alguns membros de comissões. No pênalti, marcado para o Grêmio, alguém gritou: Não precisa marcar esse pênalti, o time já tá rebaixado!”.

O outro barulho diferente fica por conta dos cliques das máquinas, dos fotógrafos.

 

Fora das quatro linhas, sempre vamos observamos outras coisas, como as imagens, representando os torcedores no setor Leste Inferior. Várias estavam caídas. Quase uma representação do clima da torcida.

Em outros pontos positivos, vimos trechos da Oeste Inferior, onde imprensa e fotógrafos ficam, estão limpos. Entretanto na superior, na ponta direita (direção da estação do trem) continua sem cadeiras. Há algum tempo perguntamos mas informaram que era manutenção normal, só que elas ainda não foram recolocadas.

O que deveria ser feito nesse momento, enquanto as coisas não se resolvem na pandemia, é como aproveitar melhor o espaço do estádio Nilton Santos. É preciso encontrar saídas para novas iniciativas e ir tentando melhorar a situação para o Brasileirão série B. Esperar para só pensar depois não vai resolver.

 

 

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *