No Clima do Vôlei: SESC Flamengo 3 x 0 Praia Clube

Facebooktwitterpinterest

Depois de dez anos longe do Maracanãzinho, o vôlei feminino com o Flamengo voltou e em uma noite perfeita. Time jogou bem e não deixou espaço para Praia Clube, vencendo por 3 sets a 0, sendo 25 x 21, 25 x 20 e 25 x 16.

Se alguém tiver dúvida sobre o desempenho era só olhar como Bernardinho estava à beira da quadra. Sinalizava, incentivava com calma e parabenizaram nas boas jogadas.

Reencontro com o Maracanãzinho

Nesse retorno ao Maracanãzinho valem algumas observações para os organizadores. A primeira é o aumento na disponibilidade de ingressos. O ginásio tem capacidade de receber o dobro de pessoas e pelo interesse do público não deve ser difícil chegar nos 10 mil presentes.

Os ingressos esgotaram logo depois da abertura para vendas, ainda em dezembro. Outro ponto a ser observado é que precisa ocorrer um planejamento melhor para a imprensa. Definições sobre posições em quadra, quais os limites a serem seguidos e mesas/cadeiras suficientes para os jornalistas. Foi liberada uma área nas arquibancadas, mas a posição não ajuda para ver o jogo em vários sentidos. (fotos Celso Pupo/DC Press)

Clima Diferente

Os esportes têm características específicas e as torcidas também. As arquibancadas do Maracanãzinho estavam assim na sexta. A torcida do vôlei é diferente em vários aspectos. Um deles é que temos muito mais mulheres presentes do que nos demais, como futebol e basquete, e são os torcedores mais comuns é que puxam o grito, as músicas e as comemorações. Volta e meia, um animador dá a mãozinha pedindo o acerto direto no saque.

 

Tabelinha

Durante o jogo, um aviso de uma boa tabelinha entre o vôlei e basquete. Os torcedores presentes poderiam comprar ingresso para a partida entre Flamengo e Vasco, na segunda-feira, pela NBB. As informações posteriores informaram de 2 mil ingressos vendidos para o jogo de basquete no Maracanãzinho.

Homenagem a Zagallo

Antes da partida iniciar, os organizadores pediram silêncio no ginásio: era a homenagem a Mario Lobo Zagallo. Um silêncio grande em quadra mostrando que não importa a modalidade, porque o respeito e admiração ao trabalho de Zagallo ultrapassa o esporte.

 

 

 

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *