Nada de gols no Fla Flu na Copa do Brasil. Decisão na volta

Facebooktwitterpinterest

Tudo ficou para ser resolvido no jogo de volta, no dia 1 de junho. Nesta noite, foi um jogo intenso, cheio de dribles, de uhhhh nas arquibancadas e uma defesa do Fluminense fechada, e um Flamengo atacando com vontade, o que não acontecia há um bom tempo. O que se viu depois da expulsão de Felipe Melo, na falta no Gabigol em um contra ataque, foi do Fluminense muito fechado. Daronco deu amarelo, mas o VAR chamou e ele aplicou o vermelho. Foi quase um segundo tempo de ataque contra defesa.

Fluminense segurou o resultado com um a menos. Por outro lado, o Flamengo estava bem mais intenso do que nos jogos anteriores. Observamos que os dois – tanto Fluminense quanto Flamengo – tentavam aquela jogadas trabalhadas, com dribles bonitos para arrancar gritos das arquibancadas. E conseguiram.

Se esse jogo foi cheio de emoção, imaginem o de volta. Haja coração para os torcedores aguentarem mais 90 minutos para decidir quem continua na Copa do Brasil. (Fotos Celso Pupo/DC Press).

 

Primeiro Tempo

Na primeira etapa a equipe rubro-negra veio empenhada em apertar o Fluminense, que gosta muito de toque de a bola. A pressão deu certo no início, o que resultou em finalizações e escanteios para o Flamengo. Gabigol chegou a ter uma bola na trave em passe espetacular de Pulgar.

Irritadíssimo, o técnico Fernando Diniz chamou todo o time pra passar orientações ao pé do ouvido. Mesmo desconfortável, o Fluminense teve algumas chegadas ao gol do Flamengo. Marcelo meteu uma canetaça e bateu pro gol, obrigando Santos a fazer uma defesa. Marcelo logo depois saiu para a entrada de Guga.

O primeiro tempo se resumiu na defesa do Flu. Quando saia tocando bem escapava para o ataque, quando não conseguia o Flamengo pressionava. O Mengo tentou de todas as maneiras segurar o tricolor, inclusive com faltas. O árbitro precisou conversar com o capitão do Flamengo para dar um fim nas faltas. Ainda assim, o primeiro tempo terminou sem cartões e em 0x0.

Um Fla Flu

Quando, antes da partida, publicamos no Twitter um vídeo para explicar sobre as melhores opções de caminho para os torcedores, na rampa do metrô, não imaginávamos que os torcedores olhariam outros detalhes. O que os torcedores destacaram foi a mistura das camisas de Flamengo e Fluminense no caminho. Rampas com tricolores e rubro-negros conversando, resenhando, fazendo fotos e sem problemas.

Lógico que sabemos que os ânimos na saída nem sempre são assim, mas foi uma mostra que o Rio de Janeiro consegue, sim, fazer um jogo com torcida mista e foi o que os torcedores mais valorizaram.

 

Público e Renda

Se você encontrar alguém amanhã, for torcedor de Fluminense ou Flamengo e estiver rouco, pode checar se ele não estava no Maracanã nesta noite. As duas torcidas deram um show de cantos, de pressão, de empurrão aos times e foi cantoria no volume máximo quase o tempo todo. Quase, porque ninguém consegue isso 90 minutos né, tem que parar para respirar.

Nas arquibancadas foram 59.295 presentes, 53.362 pagantes e renda R$ 3.564.460,00.

 

Chegada ao Maracanã

Para quem vê o pessoal deixar para chegar em cima da hora, hoje tivemos um comportamento um pouco diferente, porque sete e meia da noite o movimento na rampa do metrô era grande. O que é importante ajudar a lembrar é em alguns jogos a tensão da partida já é grande, então é bom evitar a correria para chegar e entrar.

Para isso, o Maracanã tem aberto os portões cerca de 3 horas antes. Se os preços das comidas e bebidas fossem mais acessíveis dentro do estádio talvez fosse um estímulo para entrarem mais cedo. Quem sabe não seria importante avaliar.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Equipe Fimdejogo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *