Na Final da Taça Guanabara – Boavista 1 x 2 Flamengo – Flamengo, Campeão da Taça Guanabara

Facebooktwitterpinterest

Primeiro tempo, o Boavista estava muito bem em campo. Boa marcação, com ótimos lances e  com o gol de falta, com Jean Victor, e depois quase que marcou o segundo de cobertura.

Já o time do Flamengo no mesmo período errava alguns passes, coisa que a Torcida não anda mais acostumada. Já tem tempo que o time rubro-negro tem uma qualidade excelente de troca de passes. Jorge Jesus estava até calmo na beira do gramado, mas isso foi no primeiro tempo. Fazia observações, mas bem mais tranquilo do que normalmente. Parecia estar analisando o que via em campo.

No segundo tempo o jogo mudou, mas o Boavista continuou bem, só que o Flamengo melhorou e em determinado momento, Jorge Jesus fez várias substituições, incluindo Diego que tinha marcado o gol de empate. Aliás, ele comemorou muito, porque não estava tão bem.

O Flamengo voltou a ser mais ofensivo, pressionando saída de bola e reverteu a situação. Gabigol, mais uma vez, decidiu, marcando o segundo gol que deu a vitória ao Flamengo e a Taça Guanabara.

Como disse Mister: Amanhã eles estão de volta para aproveitar o Carnaval ou descansar.

Nas Arquibancadas

Um ótimo público para um sábado de Carnaval chuvoso. Lembro de alguns debates sobre a ausência do torcedor aos estádios e se falava de tudo: violência, planejamento, horário dos jogos, etc, Mas o que está acontecendo no Campeonato Carioca explicou: qualidade dos jogos. Parece que isso é, realmente, determinante para estádios cheios ou vazios.

Neste sábado tivemos 58.219 presentes, 53.818 pagantes e renda de R$ 2.166.600,00

Flamengo, Campeão da Taça Guanabara 2020, foto Celso Pupo
Boavista, final da Taça Guanabara, foto Celso Pupo

Chegada dos Torcedores

A previsão de chuva se confirmou e no meio da tarde ela chegou. Ia e vinha o tempo todo. Talvez o pessoa tenha acelerado a entrada no Maracanã. Mas tivemos filas nas bilheterias, pois havia 4 mil ingressos para serem trocados. Qual será o planejamento e o esquema para evitar fraudes e não ser necessário mais troca de ingressos no Maracanã. Por que não o uso do QR Code no celular para liberar a entrada?

Ainda estamos esperando.

No mais, muita gente entrou encharcado no campo, porque aquela chuvinha não deu trégua. A capa de chuva nos ambulantes estava inflacionando mais do que o aumento do dólar. Não comprou quando estava fraca, dobra o preço quando a chuva aperta.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.