Maracanã 71 anos: O que comemorar?

Facebooktwitterpinterest

Achamos que só teríamos um aniversário longe do gigante, mas estamos entrando no segundo ano com a pandemia na porta e com as portas do Maracanã fechadas ao público. Uma decisão necessária enquanto não tivermos vacina para toda a população e a preocupação com os cuidados.

Mas, parece que tivemos um ano sem muita coisa pra comemorar. Um post nas redes sociais e uma atividade, organizada pela Suderj – aliás mais uma – feita dentro do estádio, onde o aviso de pauta parece ter chegado só para alguns. Mas não é a primeira vez que isso acontece e a gente bem sabe que nestes 18 anos do FimdeJogo não foi convite nem crachá que nos afastou das informações para vocês.

Recordando

Hoje, a forma de tentar trazer um pouquinho da memória do Maracanã, foi fazer o trajeto que mais fizemos em todo esse tempo. Andamos no entorno, antes do jogo entre Flamengo e Coritiba pela Copa do Brasil.

Fizemos todo o nosso antigo caminho, quando mostrávamos a chegada da torcida, bilheterias e acessos.

Ajustes e Manutenção

As bilheterias precisam de cuidados básicos, que se fosse feitos com antecedência talvez dessem menos trabalho. Boa parte da sinalização dos guichês caíram ou, como na bilheteria 3, não existem mais. Somente um trecho da mureta do entorno do Julio Delamare tem pintura. A lona do Maracanãzinho tem pontos que precisam de manutenção, assim com ajustes de reboco etc em alguns dos acessos.

Da série de palmeiras plantadas no entorno do Belline, três estão só com “cotocos”. E a Torre de Vidro, onde fica o painel com a Marta está desbotado, com vidro quebrado e trechos que precisam de acertos. Mas cada um manda em uma coisa diferente, então, acaba que ninguém tem culpa de nada.

Pra complicar, a situação da pandemia pode ser um bom argumento para que seja necessário.

Enquanto isso, sinalização em alguns trechos, assim como marcação de “cadeiras sim, cadeiras não” em outros, mas aqui de dentro só temos acesso a alguns locais, que sempre dividimos com vocês.

É torcer para que em 2022, a gente possa comemorar, cantar parabéns e ver as arquibancadas em festa para mais um aniversário do Maracanã.

 

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.