Fluminense 1 x 2 Flamengo e os Ecos dos Gols

Facebooktwitterpinterest

No meio de tanta coisa que anda mudando a vida de todos nós, o futebol não poderia ser diferente. Por isso, estamos olhando outros ângulos e necessidades tanto dos torcedores quanto na cobertura esportiva.
No primeiro jogo da final do Campeonato Carioca no Maracanã os tricolores e rubro-negros assistiram a partida de formas diferentes. Do mesmo jeito que as reações foram em cascata.

Explico.

Para tentar entender as opções, monitoramos e acompanhamos a partida de três formas. Um computador ligado com cabo HDMI (não temos smartv) na FluTV, o outro notebook na FlaTV (com áudio e sem imagens) e na transmissão da Rádio Tupi (não no aplicativo e sim no rádio comum). Para saber qual era a opção dos torcedores fizemos uma rápida enquete e só 4% estavam escutando o rádio. Só que era ali que vinham as primeiras informações.

A sequência dos avisos dos gols, por exemplo, seguiam a seguinte rota: rádio, twitter, Flutv e Flatv. Um delay significativo de cerca de 30 segundos. Ou seja, quem estava escutando o rádio, ouvia o gol e olhava para a transmissão para ver a sequência do lance.

Além disso, os gritos de comemoração aconteciam em etapas. Um novo normal e agora a disputa é quem vai saber primeiro se é gol ou não.

Streamings em Debate

Depois de acompanhar tudo isso, resolvemos continuar o debate porque é importante falar sobre o assunto para entender o que está acontecendo. No canal do FimdeJogo no Youtube, inauguramos mais um formato com uma entrevista sobre streamings e transmissões. Nossa conversa foi com Vinicius Paiva.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *