Fluminense 1 x 1 Flamengo com mais treta do que jogo

Facebooktwitterpinterest

Quem dera que o foco desse jogo fosse o desempenho das equipes, quem jogou melhor ou aproveitou mais os lances. Quem marcou? Gabi e Abel Hernandez. Jogo pegado, faltas pesadas, correria e aquela repetida mania de só jogar bem em um tempo. Com isso, empate 1 gol pra cada (fotos de jogo Celso Pupo)

Seria bom também poder contar sobre como os mosaicos ficaram bonitos e até registro de uma panorâmica – que não fazia há tempos – ficaram bonitos.

Seria bom que o assunto principal fosse esse, mas nesse sábado à noite o assunto que dominou foi outro: o público. Mas, perai, que público?

Sim, a FERJ liberou 150 convidados para Flamengo e Fluminense e continua falando sobre a volta parcial dos torcedores ao estádio para a segunda partida. Em uma matéria no site da Federação disse ter ficado surpresa com a reação de reportagens contra a ideia.

Após o jogo, o Fluminense informou, no grupo de setoristas, que não havia nenhum convidado do clube, e que os presentes eram funcionários. E ai começam as várias questões sobre quem estava lá. Convidados foram testados? Não foram testados? Eram quantos convidados? Só tinham funcionários? E por ai vai. Com certeza muitas respostas serão encontradas aos poucos e isso vai render e muito.

Distanciamento social em jogo?

Não precisa de muita bola de cristal para achar que aquelas marcações no chão dos corredores do Maracanã serão obedecidas, que as pessoas não vão tirar a máscara e que vão manter distanciamento social. Ou vocês acreditam?

O que aconteceu hoje com cerca de 250 pessoas é um pequeno retrato do que não vai acontecer e não adianta falar que é padrão ouro, porque isso depende de muito mais do que cadeira lacrada e sinalização no chão.

O que venho comentando, e não foi só nesse jogo, é sobre aumento no número de pessoas em alguns momentos. Falei sobre isso na partida na Ilha, no estádio da Portuguesa, onde achei que tinha gente demais por ali. Assim como temos observado que, aos poucos, vai aparecendo gente.

Tem convidado fora daquela área também, gritos que vêm até do alto das arquibancadas, gente próxima da Tribuna de Imprensa, que, aliás, também tinha muita gente. Minha opção, inclusive, foi sentar nas cadeiras cativas. Exagero? Pode ser, mas prefiro. Fico de máscara, mantenho distanciamento, limpo a mesa e cadeiras com álcool que levo, ou seja, eu faço a minha parte. Além disso, ainda só vamos com um repórter, porque não autorizam a entrada de mais de um por blog, por causa do… protocolo.

Os problemas

Depois do registro de muita gente no Maracanã Mais, muito mais convidados do lado do Flamengo do que do Fluminense, foi difícil se concentrar na partida. Até notificação do Twitter sobre excesso de mensagens apareceu.

O Campeonato? O resultado vai ficar para a próxima partida, isso, se não tiver mais treta no entorno que vai chamar mais atenção do que a partida.

 

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *