Flamengo vence o Talleres por 3 a 1 e começa a fazer as pazes com a torcida

Facebooktwitterpinterest

Antes mesmo da bola rolar, no Maracanã, o Flamengo já sentia a pressão da torcida. Diante do Talleres, da Argentina, o rubro-negro sabia que um resultado negativo na Libertadores aumentaria ainda mais a pressão da torcida.

Nas arquibancadas, muitos cantos e pedido de raça ao time, antes da bola rolar. Alguns jogadores também chegaram a receber vaias, algumas mais tímidas e outras nem tanto. Mas, para felicidade do pessoal, a equipe fez uma boa partida e o dever de casa: vitória por 3 a 1. (fotos de jogo, Celso Pupo)

Estreia e Boa Atuação

Era dia de estreia também. O goleiro Santos, contratado recentemente, assumiu a camisa 1 rubro-negra e no primeiro jogo parece que agradou os torcedores. Fez boas defesas e a jogada do primeiro gol começou na boa reposição do goleiro, que terminou com o pênalti em cima de Arrascaeta. Gabigol manteve o bom retrospecto e abriu o placar.

A atitude em campo foi outra e o quarteto – Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol – se destacaram. Com isso, o segundo gol veio ainda no primeiro tempo com Everton. Mas, em uma bobeira da defesa, o Talleres diminuiu no final da primeira etapa.

O Flamengo seguiu bem no jogo e não demorou para marcar o terceiro. Em bela jogada de ataque, Everton Ribeiro acertou um lindo chute para fazer 3 a 1. O time ainda teve mais algumas chances, mas não alterou o placar. No final, o torcedor saiu satisfeito e os jogadores aplaudidos.

Público e renda

Extra oficialmente os informes falavam em cerca de 30 mil ingressos vendidos no fim de semana. Depois esse número ainda cresceu um pouco e tivemos 42.915 presentes, sendo 39.627 pagantes e renda de R$ 2.427.420,00.

Chegada diferente

Já tem tempo que estamos acostumados a ver a torcida do Flamengo chegar com bastante antecedência aos jogos. Cerca de duas horas antes o movimento já é grande e agitado. Mas hoje isso não aconteceu. Por volta das sete e meia, ruas como a Avenida Maracanã e a Radial Oeste já estariam com muita gente circulando o que não aconteceu.

Observamos também que as aglomerações ficaram concentradas nos pontos de bloqueio, com acesso só com ingresso. As bilheterias abertas, somente para a troca, foram a 2 e 4. Dentro do estádio Celio de Barros foi montada uma bilheteria (contêiner) para atender aos torcedores do Talleres e isso evitou problemas no possível encontro das torcidas.

A área entre a Rua Conselheiro Olegário e Isidro de Figueiredo ficou para a torcida visitante.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Patricia Bernardo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.