Flamengo Tetracampeão da Copa do Brasil!

Facebooktwitterpinterest

Para matar o torcedor do coração. Assim foi a final da Copa do Brasil entra Flamengo x Corinthians, no Maracanã, nesta quarta-feira, 19 de outubro, decidida nos pênaltis. Com vitória do Flamengo, por 6 a 5 e o Tetracampeonato. (fotos de jogo, Celso Pupo)

O início do jogo parecia que o Flamengo estava focado na final, mas nos 45 minutos finais o time relaxou, recuou e viu o adversário chegar ao empate. Por pouco não viu a taça ir para São Paulo, já que desperdiçou a primeira cobrança com Filipe Luis. Só que a sorte parecia estar do lado rubro-negro e o Corinthians também desperdiçou.

No final, a explosão da torcida e o grito de campeão, com gol do Rodinei.

 

Recorde de Renda

Um Maracanã praticamente lotado, mais uma vez. A grande maioria dos torcedores atenderam aos pedidos e chegaram antes. As oito da noite as arquibancadas estavam cheias. O público presente foi de 68.097, pagante de 61.556 e renda de R$ 11.177.332,00.

A Festa Antes da Bola Rolar

Quem foi ao Maracanã para assistir à final da Copa do Brasil 2022, entre Flamengo x Corinthians, pôde ver uma linda festa não só nas arquibancadas, mas também no gramado, antes da bola rolar.

A Confederação Brasileira de Futebol preparou um grande espetáculo pré-jogo. As luzes do Maracanã foram apagadas, bandeiras dos estados, da confederação e de Flamengo e Corinthians, contagem regressiva antes da bola rolar; além dele, claro, o troféu da Copa do Brasil.

Os ex-jogadores, Adílio e Edílson, carregaram a taça até o centro do campo, que os torcedores puderem apreciar um pouquinho antes do jogo.

Entrada dos Times e Mosaico

Na entrada dos jogadores em campo, muitos fogos e um barulho ensurdecedor. Faixas vermelhas e pretas foram esticadas nas arquibancadas e surgiu o mosaico no setor Leste com o dizeres “Sempre Contigo”.

 

No final, ficou aquela fumaça, que era até difícil ver o campo.

 

Um Tempo de Cada Time e Pênaltis

Foi um tempo para cada time. O Flamengo não deu moleza para o Corinthians no início do jogo. A arquibancada e o time estavam na mesma sintonia. O rubro-negro pressionou desde os primeiros minutos e antes mesmo dos 10 abriu o placar. Pedro fez um belo gol após boa jogada com Arrascaeta e Everton Ribeiro.

O jogo seguiu com o Flamengo melhor, com mais posse de bola como o habitual. O rubro-negro balançou as redes novamente duas vezes – tanto no primeiro quanto no segundo tempo, mas nas duas vezes foi marcado impedimento.

O Corinthians, por sua vez, tentava chegar ao ataque como podia. Na segunda etapa o Flamengo relaxou, a equipe paulista melhorou e chegou ao gol de empate com Giuliano. Levando a decisão para os pênaltis.

A disputa de pênaltis sempre deixa o torcedor nervoso e essa não foi diferente, principalmente porque as torcidas alternaram momentos de alegria e angústia.

O Corinthians começou cobrando e converteu. Já o Flamengo perdeu o primeiro com Filipe Luis. O time paulista seguiu não desperdiçando seus pênaltis e o Flamengo também não deixou de marcar. Até que Fagner perdeu para o Corinthians.

A torcida rubro-negra explodiu e não perdeu as esperanças de virar. Quando Gabigol foi cobrar o seu, converteu e chamou a torcida, que respondeu. Nas alternadas, o Corinthians perdeu e coube ao “herói” improvável e muito criticado, Rodinei, fechar a contagem e garantir o título.

 

Problemas nos acessos

Sim, como foi previsto foram vários problemas no entorno, desde invasão na área de acesso da imprensa, passando por gás de pimenta, a turma que queria entrar de qualquer jeito. Resumo, um índice altíssimo de problemas. Nossa recomendação valeu mais uma vez. Quem conseguiu entrar no estádio logo depois que os portões abriram só soube da confusão pelo cheiro do gás de pimenta que sentimos dentro do estádio.

 

 

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Patricia Bernardo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *