Flamengo 1 x 1 Grêmio e as Mudanças na Maracanã

Facebooktwitterpinterest

Tudo bem diferente do último encontro que o Maracanã viu entre Flamengo e Grêmio. Não só nas arquibancadas – necessariamente vazias – mas em campo. Compreensão de alguns torcedores, reclamação de outros e aquela sensação que existe um longo caminho para o Flamengo voltar a apresentar um pouco do futebol de 2019.

Apesar de problemas, não dá para não comentar que foi bom – mesmo sem entender – voltar ao Maracanã para uma cobertura de um jogo. Fizemos solicitações e, dessa vez, tivemos o pedido aprovado. Se vocês me perguntarem o porquê dessa vez deu certo, não vou saber responder e isso atrapalha. Você não consegue programação de trabalho.

Outras Histórias

Como parte da imprensa – radialistas e alguns sites/blogs – ficou no setor oeste inferior, nosso ângulo de visão mudou um pouco. A primeira coisa a fazer era mostrar como estavam as bandeiras nas arquibancadas. Logo os comentários sobre os estragos que a ventania tinha feito nas bandeiras apareceram.

Pelo jeito, mais gente também prestou atenção e logo a turma do apoio foi acertar as coisas no setor Norte.

Jogo começou e a dúvida surgiu. Será que os jogadores gostam do som da Torcida no Maracanã no volume máximo? Nas arquibancadas a gente nem escutava nossos pensamentos. Sabemos que o barulho da Torcida é um grande termômetro do jogo, mas se é igual o tempo todo… Encontrar um ponto ideal seria a decisão perfeita.

O gramado também foi assunto na transmissão pelo Twitter. Até que no início parecia bom, mas será que não é estranho que fique ruim durante a partida? Parece que falta algo para resistir. Hora de descobrir sobre essas questões. Em trinta minutos de bola rolando já estava parecendo castigado.

Novos Hábitos?

Dúvidas e opiniões diferentes sobre a postura do técnico Domènec  na beira do gramado. Depois dos rubro-negros se acostumarem a uma forma intensa do técnico Jorge Jesus, não está sendo simples acompanhar um excesso de tranquilidade do atual. Talvez se o time estivesse rendendo bem, as críticas poderia ser melhores, mas não é o caso.

O Grêmio abriu o placar no primeiro tempo com gol de Pepê e no finalzinho o Flamengo empatou com Gabigol de pênalti. A forma de comemorar foi correr e dar um abraço no técnico Domènec. A Torcida está tão desconfiada que rolou até o receio de marcar o gol de pênalti.

O Estranho Necessário

Sabemos que o momento não é para pensar no retorno do público. A situação começa a melhorar e se decisões forem diferentes podemos voltar aos momentos mais críticos da pandemia da covid-19.

Mas realmente é estranho andar pelos corredores e esbarrar com as rampas monumentais vazias e silenciosas.

 

Só que… como seria a pressão da torcida se o Flamengo continuasse jogado como está? Será que resistiria?

E uma dica – troquem a mensagem que está no Maracanã porque ninguém está no estádio pra mandar foto para o estagiário postar.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *