Fla 0 x 1 Flu no Campeonato Carioca

Facebooktwitterpinterest

Há um ano, tínhamos uma experiência estranha de ver um clássico no Maracanã sem público. Era o início de um período que achávamos teria uma duração de, talvez, uns dois meses. Engano. Um grande engano. Um ano depois e estamos no Maracanã, novamente para um clássico – entre Flamengo e Fluminense – só que dessa vez nem sabemos quando tudo isso vai passar. (fotos de Celso Pupo e Cris Dissat)

Em campo, dois times clássicos, mas com a composição de garotos. Os dois. Isso provocou uma correria no ritmo de jogo, tanto do lado rubro-negro quanto o tricolor, mas o domínio era do Flamengo, com poucas tentativas de ataque do Fluminense. Em torno de 60% a 405 de posse de bola, o que nem sempre significa vitória.

 

O segundo tempo seguiu parecido, mas em um clássico, nada melhor que uma frase famosa para entender o que aconteceu: quem não faz, leva. Alguns ditos populares volta e meia se encaixam perfeitamente nos jogos.
Com o golaço de Igor Julião, o Fluminense se sentiu mais seguro, e a postura mudou. Por outro lado, a cobrança digital da torcida para o resultado melhor de Michael contrabalançava com os gritos da “plateia” no Maracanã Mais: Tudo certo, Micha, tudo certo.

Coisas Inusitadas em Situações Inusitadas

Vamos combinar que nada é normal atualmente. Imagina então quando o jogo não está naquele ritmo esperado e não temos a torcida para nos fazer companhia. Então é olhar em volta. Fui logo implicar com duas placas de publicidade, que nossa…. Tomara, ou não, que algum publicitário explique isso porque fazer rima com pandemia e juntar liberdade com carro blindado, pra mim foi demais da conta. Como diz o André Dissat, o pior não é quem faz, mas quem aprova isso.

E se é para encontrar coisas diferentes, como não ficar surpreso em escutar um barulho estranho e descobrir que, lá atrás, era um cara estalando os dedos. Isso sem falar que não descobri se o barulho era mesmo um grilo ou o equipamento de filmagem no gramado.

 

Por que é estranho? Alguém imaginava que seria possível escutar isso em pleno FlaFlu? Acho que Nelson Rodrigues, com certeza, iria encontrar uma frase perfeita para essa situação… ou não.

As arquibancadas

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cris Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *