Empate em São Januário entre Vasco e Boavista – 1 x 1

Facebooktwitterpinterest

Será que os jogos em São Januário estão pesando muito no emocional dos jogadores do Vasco? Porque depois da atuação na partida com o Volta Redonda, com vitória por 4 a 2, a expectativa é que o jogo fosse no mesmo clima com o Boavista, neste sábado.

Não foi um jogo ruim, mas o que temos observado é um cansaço no segundo tempo, nesse início de temporada. Um torcedor reclamou muito das opções do Zé Ricardo nas substituições, mas ele tinha outras opções? Vários bons lances na partida e com boas defesas, tanto de Thiago Rodrigues (Vasco) e Fernando (Boavista).

Nas arquibancadas se observa que o limite de paciência da torcida é muito pequeno. Qualquer atitude se transforma em um grande problema. No final da partida, ouvimos pedidos de saída do presidente do clube. Dá pra entender a falta de paciência dos vascaínos e vai ser difícil ter calma nos jogos em São Januário. Mas é preciso. (fotos de jogo, Celso Pupo)

 

O emocional está muito além do estilo “nunca critiquei”, que acontece no Twitter. Se o Vasco passar a ganhar quando jogar fora será um sinal significativo para ficar atento.

O resultado no placar? Foi justo pelo que apresentaram na partida e as defesas tiveram melhor rendimento do que o ataque dos dois times. Gols de Rainel para o Vasco e Wandinho para o Boavista.

 

 

 

Público e renda

As informações sobre o público e renda só saíram quando o jogo tinha acabado, e foram divulgados somente pelo sistema de som, e não no telão. Com isso complicou para termos certeza dos números, repassados pelo Vasco depois, com 5.686 pagantes, 5.812 presentes e renda de R$ 139.982,00.

Na visão da televisão parecia mais gente. Isso porque a concentração ficou em um das áreas, e no setor atrás do gol estava mais vazio. Aliás, uma parte da torcida do Vasco chegou depois do início da partida e ficaram naquele local. Estranhamos também a falta de movimento na área de camarotes. Não utilizamos os camarotes de imprensa, que ficam no mesmo setor, e fomos deslocados para a tribuna de imprensa. O corredor atrás dos camarotes estava sem iluminação e parecia em obras, mas não foi possível ver mais detalhes.

O que está acontecendo? Melhor não apostar e encontrar algumas respostas.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.