Domingo de tranquilidade para o Botafogo com resultado de 4 a 0 contra o Macaé

Facebooktwitterpinterest

Quem viu o começo do jogo entre Botafogo e Macaé e não dormiu deu sorte, porque o melhor estava preparado para o segundo tempo. Foram quatro gols, marcados por Pedro Costa, Rickson, Sousa e Mateus Nascimento, mas o estranho é que a comemoração maior mesmo foi no primeiro porque nos demais observamos uma calma tão grande, que nem parecia que tinham ampliado o placar.

Apesar do placar, a posse de bola foi equilibrada, segundo os dados oficiais – 57% contra 43% . Calmaria também nas arquibancadas. Diferente de partidas anteriores, onde o clima do lado de fora geralmente é tenso, tudo muito tranquilo e a gritaria se concentrou no gramado e entre os técnicos.

Início lento

Início de partida foi muito lento, com poucas chances do Botafogo e também para o Macaé.  Botafogo tentava pela direita, tentava pela esquerda, algumas vezes pelo centro, mas de nada adiantava.

Lógico que pelas redes sociais os torcedores do Botafogo reclamavam muito e já estavam preocupados com o próximo confronto do campeonato carioca. Mas isso mudou ao longo do jogo e agora a partida será contra o Nova Iguaçu. (Fotos Celso Pupo)

Manifestação do Macaé

A cena era quase de filme. No silêncio, aqui no estádio Nilton Santos, ficou ainda mais marcante. O apito do juiz para o  minuto de silêncio, os jogadores do Macaé sentados no gramado,  fazendo, mais uma vez, o protesto contra a falta de salários e ao fundo os sinos da igreja. O início do jogo era exatamente as seis da tarde.

Faixa de cabeça pra baixo

Como não temos público, poderia ter alguma limitação, mas nenhum problema com a liberdade dos torcedores em se manifestar no estádio e abrirem faixas de cabeça para baixo, mostrando insatisfação, além de pedidos de reforços.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *