BCLAmericas: Flamengo 92 x 87 Hebraica. Que Jogo É esse!

Facebooktwitterpinterest

Um jogo que teve emoção, tensão e viradas de deixar o torcedor sem ar. A partida entre Flamengo x Hebraica Macabi, aparentemente, seria sem grandes problemas para o rubro-negro, mas não foi bem assim o enredo dessa história, com um desfecho surpreendente de 92 x 87, na prorrogação.

 

Depois de ver o Hebraica se distanciar no placar, com mais de 10 pontos de diferença, estava difícil de acreditar que o Flamengo pudesse reverter o quadro, ainda mais com a intensidade que o time uruguaio estava nos dois primeiros quartos. Além disso, eram muitos erros do lado do Flamengo, que iam desde desatenção, passando por erros de passe, bola de três pontos perdida e falha na defesa. Só que duas coisas marcaram a virada no placar: o fato do Flamengo não ter desistido do jogo e da Hebraica não ter aguentado o ritmo até o final.

Gui Deodato (21 pontos) foi decisivo na defesa nos segundos finais e conseguindo a concentração necessária para não desperdiçar os lances livres, que praticamente decidiram a partida. O mesmo não aconteceu com a Hebraica. Até os momentos finais, havia uma fila de problemas, que davam a entender que não havia solução para virar o placar. O cestinha da partida foi Gabriel Jaú, que também foi um dos destaques da partida. (fotos Celso Pupo/DC Press)

 

Se os erros assustavam, alguns lances impressionavam. Há tempos não vemos a bola rodopiar tantas vezes no aro e não cair; assim como a quantidade de tocos dos dois lados; e um placar que teimava em não sair do lugar, parado por cerca de dois minutos. Um jogo complexo, com altos e baixos dos dois lados, até a definição final com muita comemoração, que iniciou ainda no fim do jogo e início da prorrogação.

 

Público no Maracanãzinho

Não foi um bom número de torcedores para um torneio internacional (um pouco mais de 300 ingressos vendidos antecipadamente), com o BCL Americas. E já que a estratégia para chamar a atenção para a partida não tem sido das melhores, os rubro-negros iniciaram uma campanha para levar o pessoal para a partida de sexta-feira com o Boca Juniors. É uma iniciativa ousada, mas a gente apoia como sempre – #10knoMaracanãzinho.

Os ingressos podem ser comprados na hora, na bilheteria 2, ao lado do acesso do Maracanãzinho e com a camisa do Flamengo paga meia (além de quem direito ao benefício)

Quem estava acompanhando, ainda se recuperando, foi Olivinha. Em quadra a presença de lutador José Aldo e também da levantadora do time de volei do Flamengo, Brie King.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *