Segundo dia do basquete-40 graus no Maracanãzinho

Facebooktwitterpinterest

Atletas e a turma que está trabalhando nesta fase do torneio na bolha do Maracanãzinho merecem um prêmio de persistência. Isso, porque se você acha que à noite está quente é porque não deu uma passada na quadra do Maracanãzinho. Já estamos imaginando como vai ser no domingo com jogos às 11h. Sauna vai ser pouco. É o turno Rio-40graus.

E se está calor para quem está acompanhando o jogo, imagina quem está em quadra, correndo muito, porque foi um jogo agitado. A partida entre Flamengo e Unifacisa, pelo segundo turno da NBB, nesta quinta, foi corrida, principalmente no segundo quarto. Era lá e cá, lá e cá, erro lá erro cá, cesta lá cesta cá. Ufa. Cansou só de olhar.

Bom jogo pra ver, e impressionante os giros no aro e a bola teimando em não entrar em alguns momentos, para os dois lados. E foi por pouco que um dos registros do jogo não foi com emoção, porque o Celso Pupo foi meio “atropelado” por dois metros e meio de atleta, mas salvou o vídeo.

 

Finalzinho, com aqueles segundos que só o basquete proporciona. É um tempo diferente do mundo real. Lá e cá de novo, mas o Flamengo se manteve na frente no placar o tempo todo. Estratégias para faltas e pressão para que uma cesta de 3 pudesse virar o jogo, só que não deu certo. Flamengo sai com mais uma vitória de 81 a 79.

O Flamengo volta à quadra no domingo para o jogo com Brasília e as 11h. Vou precisar trazer um ventilador portátil porque o leque improvisador não vai dar conta. (fotos Celso Pupo)

Cuidado com o teto

De diferente? Já na etapa final, de repente, algo despencou do teto do Maracanãzinho, perto de onde estávamos sentados, só que caiu na área no entorno da quadra e sem machucar ninguém, ufa. Jogo parou por poucos minutos, os bombeiros entraram para tentar descobrir de onde foi que a peça, ou peças, que despencaram lá do alto. Não conseguimos saber o que foi.

Dinâmica de trabalho

Para que vocês entendam como é o trabalho, vamos dividir um pouco com vocês.  Como já devem imaginar a distância é necessária, então nossa posição é na arquibancada. Poucos jornalistas presentes. Os fotógrafos pode ficar em algumas posições em quadra e sempre longe uns dos outros.

No final do segundo quarto e da partida, a equipe da NBB, com a amiga Chris Mussi, fazendo as entrevistas para a NBB, com jogadores de cada time. Antes e depois, a equipe de Comunicação, Helena Petry, do Flamengo envia vídeos com depoimentos dos jogadores do Flamengo para o grupo de jornalistas no whatsapp. Isso ajuda bastante já que não podemos fazer entrevistas por causa dos protocolos.

Aliás, aproveitamos para agradecer o apoio da NBB no trabalho e ao Flamengo com informações  sempre no tempo certo.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *