Botafogo x Flamengo: Clássico termina com vitória rubro-negra por 3 a 1

Facebooktwitterpinterest

Jogo movimentado, com polêmicas de lances de pênaltis, bate boca entre jogadores e torcidas fazendo barulho nas arquibancadas. Pronto, assim temos os ingredientes de um clássico, que dessa vez foi entre Botafogo x Flamengo, no Estádio Nilton Santos, pelo Carioca 2022. (fotos Celso Pupo)

Lógico que sempre se espera um público melhor em um jogo assim, mas ultimamente, as arquibancadas não andam lotando. Foram 12.743 presentes, 11.909 pagantes e renda de R$ 463.425,00.

Foi um jogo que o Flamengo dominou e jogou de forma muito segura. Talvez a melhor partida do rubro-negro. Em um dos lances, a troca de passes era tão boa que deu para ligar a câmera do celular e esperar o grito de gol da Torcida. O Botafogo não atacou como seria preciso e a a torcida teve bastante paciência. A dificuldade do time alvinegro talvez tenha sido em um bom momento, para mostrar ao novo empresário Textor o que o time está precisando.

Foram quatro gols, sendo que três para o Flamengo, marcados por Pedro, Gabigol e Arrascaeta, e pelo Botafogo foi contra de Leo Pereira. Arrascaeta teve uma atuação excelente e na saída muitos aplausos da torcida.

 

 

Configurações e Conexões

Algumas mudanças significativas tanto na área externa do estádio quanto em trechos nas arquibancadas e tribuna de imprensa.

No entorno do Nilton Santos sempre existem duas preocupações, uma que é o acesso pela Rua Henrique Schied, a que dá acesso ao setor Norte, que vem do Norteshoppping, e a outra é o acesso do Setor Sul, que fica em frente à Estação Engenho de Dentro.

Não sei se foi uma opção por possível pequena expectativa de público (se bem que esses dados não têm dado certo há tempos) ou uma tentativa de planejamento de segurança. O dia que pudermos acompanhar uma reunião na Ferj sobre isso, poderemos analisar melhor várias questões sobre essas decisões, enquanto isso é palpite.

Mas, voltando às configurações, os setores com acessos críticos Norte e Sul foram fechados. O que aconteceu é que quase não teve encontros de torcidas na chegada Andamos no entorno até às 19h30 e não passamos por nenhum problema e nem sequer clima de tensão. Rua Henrique Schied com pouca circulação e quem passava já se dirigia ao setor Leste ou Oeste e na Rua Arquias Cordeiro também sem problemas.

Já nas arquibancadas, estranhamos as opções. A imprensa ficou extremamente isolada com fechamentos de portas e acessos  por placas muito altas. Antes a separação era feita com um pano e agora a mudança foi para o extremo oposto. Para registros só à distância (no setor Oeste) ou usando um monopé para passar por cima dos tapumes.

Outra questão que estranhamos é que a conexão de internet (nos celulares) estava péssima. No primeiro tempo para conseguir publicar uma frase no Twitter, só saindo e indo para o corredor do estádio. Será que em algum momento neste século, irão rever a questão de conexões para que possamos trabalhar sem tanto estresse? O que é estranho foi o fato de não ter acontecido isso no último jogo em 2021, do Botafogo, e com o estádio recebendo um público muito maior do hoje. Normal isso não é.

Em um dos tweets escrevi e aconteceu. Publiquei que o árbitro deu 7 minutos de acréscimos, mas isso só entrou depois que a segunda etapa da partida tinha começado.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.