Flamengo perde e deixa a Copa Super 8

Facebooktwitterpinterest

No basquete a sorte conta só em uma pequena parte do resultado e, na maioria das vezes, não é o que define. Boa defesa, ataque certeiro, rebotes, defesa atenta e cestas de três refletem diretamente no placar, mas é preciso manter o ritmo até o final.

Por isso, que dessa vez não deu para o Flamengo passar pelo Minas e seguir na Copa Super 8. O placar foi magro, terminando em 63 x 71 para o visitante.

A intensidade do Flamengo nos dois primeiros quartos foi incrível, com toco seguido por enterrada, bola de três e uma ponte aérea logo nos primeiros minutos. Os lances empolgaram a torcida. O clima só não foi mais quente do que a temperatura do Maracanãzinho. Que forno dentro do ginásio.

 

Passamos por isso no torneio anterior e no estadual. Que calor! Chegamos a perguntar o motivo do ar condicionado estar desligado naquela ocasião. Por um lado, a informação era que havia problema de refrigeração, só que depois a explicação foi que se tratava de exigência da Anvisa. Vai ser mais complexo descobrir, mas o que a gente tem certeza é que estava uma sauna.

Se a intensidade foi excelente nos dois primeiros quartos, nos seguintes o Flamengo teve um apagão. Nem dá para colocar a culpa no calor porque seria um problema igual para os dois times. As bolas não entravam mais enquanto que o ataque e a defesa do Minas atuavam muito bem. O que andou atrapalhando – não de forma decisiva, mas irritante – foram alguns erros da arbitragem que são difíceis de explicar. Mas… segue o jogo.

O Público

O apoio da torcida rubro-negra ao Flabasquete é indiscutível, assim com o rendimento do time em quadra há tempos. A gente conta nos dedos as derrotas. Nesta terça-feira, o Maracanãzinho recebeu 1.200 torcedores.

Nas arquibancadas a turma que sempre está presente e mais gente. Em alguns momentos uns desencontros de cantoria, mas no final o apoio e aplausos mesmo com a derrota.

Agora é aguardar o segundo turno da NBB e incentivar a ida ao basquete.

 

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.