Carioca 2020: Flamengo 2 x 0 Madureira

Facebooktwitterpinterest

Do início ao fim da partida foi noite de emoção demais. A Torcida do Flamengo fez uma espécie de roteiro das homenagens aos Garotos do Ninho, nessa data tão triste, mas que não pode e não deve ser esquecida. Muro da linha do trem pintado, adesivos distribuídos na rampa do metrô e vinha mais na hora do jogo.

O Flamengo entrou com faixa, jogadores de Flamengo e Madureira no centro do gramado e um minuto de silêncio, que raramente se escuta – ou não escuta – no Maracanã.

 

O roteiro prosseguiu e até o minuto 10, quando a torcida sempre canta a música em homenagem aos Garotos do Ninho. Antes os torcedores só vibravam com os lances, aplaudiam, mas sem músicas nas arquibancadas.

Chegou o minuto 10, música, faixas com a imagem dos Garotos do Ninho, bolas e canto muito forte por todo o Maracanã. Só depois disso é que as músicas nas arquibancadas voltaram e não pararam mais até o final da partida.

Uma noite com tanta emoção, o jogo em si, ficou em segundo plano. Mas vale comentar sobre a hora do cartão amarelo para o técnico Jorge Jesus. Logo depois do cartão, a torcida cantou muito a música do Mister. Nas arquibancadas, momentos pra descontrair  como a hora em que a bola foi parar no setor sul em,  antes de devolverem, foi um tal de abraçar e beijar a boa hehe. Depois devidamente devolvida.

O Flamengo ainda está entrando no ritmo, mas a disputa pelas vagas no time está rendendo boas jogadas. O Madureira mais se defendeu do que atacou, mas conseguiu alguns ataques  em que Diego Alves resolveu, mas foi praticamente ataque contra a defesa. Segundo tempo com gols de Gabigol e Pedro, que agradeceram de uma forma diferente, respeitando o momento do jogo. (fotos do jogo, Celso Pupo/DC Press)

Público e Renda

Não parece o Carioca, mas é. Foram 64.576 presentes, 60.054 pagantes e renda de R$ 1.555.172,00. Há muito tempo que não víamos um aviso de público e renda assim no Estadual.

Realmente surpreendente, tendo até o setor inferior do lado do Madureira ocupado.

Chegada e Acesso dos Torcedores

Sei que parece chato, mas escutamos tanta reclamação de tanta gente, que é impossível ignorar. Mais uma vez uma área enorme da Rua Eurico Rabelo separada para a Torcida Visitante. Mais uma vez sabemos que são torcidas amigas, sem problemas. A outra questão é o aparato gasto para esse isolamento. Grades, seguranças, policiamento e por ai vai.

Isso sem falar na área complicada para os moradores.

Uma rua fica vazia, praticamente, enquanto outras como a Rua Conselheiro Olegário ficam lotadas. Os ambulantes, que precisam ficar em área de fluxo de gente , se aglomeram ali, transformam muros em exposição de camisas etc.

Gente, tem algo errado nessas escolhas. Foram pais com crianças e centenas de torcedores reclamando da volta desnecessária para chegar no setor Sul. O trânsito não tem jeito, porque mais de 50 mil pessoas em uma área precisa de alguma ordenação, mas isso não significa trânsito livre, pelo contrário. A Avenida Radial Oeste estava muito ruim, assim como ruas como a São Francisco Xavier e Prof. Manoel de Abreu.

Dica de Acesso

Sendo bem objetiva para ajudar os torcedores:

– O estacionamento da UERJ não vem abrindo há meses em nenhuma notícia boa neste sentido

– Acesso Norte nível 5 entrando pelo setor A – que fica em frente à saída da rampa do metrô.

– Acesso Sul nível 5 entrando pelo setor D – que é o acesso do Bellini, na Av. Maracanã.

– Olhe o seu ingresso para saber o setor e não ter que dar uma volta enorme no estádio, principalmente se estiver de metrô.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *