Copa Sulamericana: Fluminense 1 x 1 Unión La Calera

Facebooktwitterpinterest

Não foi um jogo com bom aproveitamento. Sabe aquele eco – isso já que não podemos fazer nenhum registro em vídeo como imprensa – ahhhhhhhhhhhh com lances perdidos? Foram muitas vezes, mas muitas vezes e de todas as formas.

Enquanto isso, o Unión La Calera bateu bastante. Várias vezes sem o juiz dar a atenção que devia, até que teve que expulsar Rodriguez.

Não é o tipo de jogo para empatar, ainda mais que a qualidade e estilo de jogo dos visitantes mostravam que o Fluminense dava para ter, pelo menos, mais uns dois gols. Partida desperdiçada e importante. O Fluminense conseguiu o gol com Evanilson e logo depois o Unión La Calera empatava com Gonzalo Castellani. Resultado nada bom. (fotos Celso Pupo)

Público e Renda

Hoje a curiosidade sobre o público e renda foi ainda maior, por causa das regras da Conmebol em relação à cobertura da imprensa. Sem fotos, o jeito foi esperar a divulgação dos números para ter uma ideia da ocupação do Maracanã.

Tivemos o setor Sul com mais gente e o Leste com uma ocupação de cerca de 30%. Foram 17.771 presentes, 16.528 pagantes e renda de R$ 562.265,00.

Chegada e Fila

No início da tarde, chegou o aviso do Fluminense sobre a abertura da bilheteria 4 – autorizada pela Conmebol – para venda e troca de ingressos. Bom, todo mundo conhece o perfil do torcedor do Fluminense, que geralmente deixa a decisão de chegar para última hora. Só que a fila que se formou na bilheteria 4 foi brincadeira. Para o vídeo no twitter, só acelerando a imagem.

E quem não estava na fila… Passamos pela Rua Isidro de Figueiredo, onde fica o Bar dos Esportes, lá na esquina da Rua São Francisco Xavier por volta de 21h10 e estava muito cheia. A cervejinha é que define o horário.

 

Regras e Regras e Regras

Muito complicado conseguir acompanhar uma partida da Sulamericana. Sabemos bem que o jogo é exclusividade de alguém, mas a proibição se ampliou para arquibancadas, tribuna de imprensa e por ai vai. Em um momento onde discutimos tantas novas tecnologias, certas decisões ficam difíceis de assimilar.

Assistimos o jogo sem possibilidade de registro nenhum. Além disso, outra lista enorme de regras para os torcedores foram divulgadas pelo Fluminense no site, de bandeiras a faixas e por ai vai. Sem falar que não podem crianças entrando com o time, fotógrafos que – mesmo debaixo de qualquer temporal – não podem abrir o guarda-chuva e por ai vai.

Chegaram a me perguntar no Twitter se podia comemorar algum gol ou se era proibido. Achei melhor deixar os torcedores prevenidos – vai que…

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *