Libertadores 2019: Flamengo na Final

Facebooktwitterpinterest

Nem nos melhores sonhos do rubro-negro, ele imaginaria que a classificação para a final da Libertadores da América pudesse vir de forma tão espetacular e com uma goleada histórica.

Flamengo, Libertadores e aquele “fantasma” que perseguia o time anos após anos parece que finalmente ficou no passado. Depois de mais de 30 anos, o torcedor rubro-negro volta a ser feliz na Libertadores. Mesmo se o título não vier, o torcedor já está em êxtase. (fotos do jogo Celso Pupo)

Independente do resultado, o flamenguista deixaria o Maracanã, nesta quarta, com o sentimento de dever cumprido. Mas o destino reservava grandes emoções e um placar mais do que elástico: 5 a 0, com destaque para Gabigol que fez dois. Bruno Henrique, Pablo Marí e Rodrigo Caio fizeram os outros.

Cada setor do Maracanã tinha um material para receber os jogadores na entrada do campo. O Norte faixas vermelhas e pretas, o Sul balões, o Oeste e Maracanã Mais bandeirinhas e o Leste o tradicional mosaico. Os dizeres dessa vez era a continuação dos mosaicos dos outros jogos: “Jogaremos juntos”; “Pela Copa” e o desta quarta “Até o fim”.

Os primeiros 45 minutos de jogo não foram os dos melhores. O Grêmio parecia que ia dificultar a partida, mas ainda na primeira etapa o Flamengo marcou. Na etapa final o rubro-negro não tomou conhecimento do time gaúcho e ampliou a vantagem.

Daí em diante foi só festa. Uma festa que o flamenguista esperava há muito tempo.

O público presente do jogo foi de 69.981, o público pagante de 63.409 torcedores e a renda de R$ 8.150.645,00.

 Problemas na Entrada

O policiamento no entorno do Maracanã foi muito reforçado. Pelos cálculos da PM, seria 1 policial para cada 77 torcedores. Registramos a chegada da cavalaria e foi mais de um minuto gravando a passagem deles, que nem coube nos 45’ seg do Twitter.

Foram montadas duas área de barreiras para conferência de ingressos, mas, mesmo assim, grupos tentaram invadir o Maracanã pelo setor Norte, na Rua Mata Machado. Recebemos vídeos de torcedores e colegas jornalistas que estavam na cobertura do lado de fora que a situação ficou complicada.

Os amigos do twitter iam relatando o que acontecida e apoiando a ação enérgica da PM que conseguiu controlar o tumulto. Dentro do Maracanã não se ouvia nada e tudo estava tranquilo aguardando a entrada dos times.

Entorno do Maracanã

O trabalho no entorno do Maracanã hoje teve início muito cedo. Eram 15h30 quando demos a primeira olhada no entorno do Maracanã e, por volta das 16h30, partimos para já se instalar no estádio. A tarde, já havíamos dado uma espiada em como estava a movimentação: bem tranquila. Nossa programação também precisa ser cedo, porque é preciso garantir lugar, testar as coisas e por ai via.

Como é de costumo do rubro-negro, o torcedor chegou cedo. Um hábito que vem se modificando a cada jogo. Antes dos portões abrirem já havia filas nos acessos aos setores. A previsão era de que os portões abrissem às 18h30, mas a abertura foi antecipada para antes mesmo das 18h.

As ruas foram bloqueadas como tem acontecido. E torcedor só passava com ingresso do setor em mãos.Além das tradicionais interdições, dessa vez montaram também uma nova área de fechamento, na Av. Radial Oeste, para controle dos ingressos.

Para evitar que a confusão na final da Sul-Americana, em 2017, não fosse repetida, o policiamento esteve reforçado. Cerca de 15 carros fizeram o patrulhamento, incluindo blindados. Os carros ficaram em diversos pontos do Maracanã.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Equipe Fimdejogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *