Sul-Americana 2019: Fluminense 1 x 1 Corinthians

Facebooktwitterpinterest

Não deu para o Fluminense passar das quartas da Copa Sulamericana, mas duas coisas importantes podem ser tiradas desse jogo – Fluminense 1 x 1 Corinthians (Pablo Dyego e Pedrinho). Uma foi o retorno da Torcida Tricolor ao Maracanã. Já havia um bom tempo que a gente não informava um público e renda de mais de 50 mil pessoas. Foram 57.703 presentes, 53.237 pagantes e renda de R$ 2.339.750,00. E foi uma bonita festa. (fotos Celso Pupo)

O outro ponto é apesar do time não ter ido bem no jogo, atacou mais e não ficou em uma eterna troca de passes, que deixava o torcedor muito irritado. O que tirou o pessoal do sério foi mais uma longaaaaaa espera pela decisão do VAR e o juiz resolveu sem olhar para o equipamento, ficando só na conversa ao pé do ouvido.

Primeiro tempo com uma mistura de esperança, susto e aquele quase gol que não saiu. A torcida usa bem as vogais pra demonstrar com os uhhhhhhhh ou os ahhhhhhhh, e com o Maraca cheio, as vozes ecoavam pelo estádio.

Mas o momento – no fundo o pessoal sabe – não é dos melhores e o Fluminense precisa de tempo para se recuperar. Apesar das reclamações, no final da partida, os tricolores aplaudiram.

Agora é respirar fundo e focar no Brasileirão.

Chegada dos Torcedores do Fluminense

A concentração e a movimentação ficaram mais concentrada na Rua Eurico Rabelo e foi complicado andar por lá. Primeira questão é que – acho que não estou enganada – nunca vi tanto ambulante no entorno do Maracanã. E não eram as pessoas com seus isopores e gelo andando pelas ruas. Tivemos muitas carrocinhas de tudo – pipoca, cachorro quente e por ai vai – carrinhos de supermercado (muitos) e até kombis e outros pequenos veículos que eram verdadeiros restaurantes. Um deles, que estava na Rua Conselheiro Olegário, tinha até gerador na rua.

Recebemos vídeo de moradores da Rua Isidro Figueiredo que mostraram a invasão dos ambulantes, inclusive dificultando a saída de duas escolas. Ou seja, isso começou por volta das cinco e pouco da tarde e só piorou.

Tirando o problema, que atrapalha os torcedores que precisam circular, era um mar de gente quando olhávamos do alto. Até tentamos andar lá embaixo, mas estava muito complicado.

Foi feito o controle de acesso dos torcedores, que só passavam com ingresso, mas enquanto isso, os ambulantes já passavam sem problemas.

O que preocupava, mas que se resolveu, foi a entrada do pessoal que precisava estar em grande número na entrada do time, mas deu certo.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Cris Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *