Libertadores 2019: Flamengo x Emelec – Flamengo Classificado

Facebooktwitterpinterest

Jogo decisivo de Libertadores da América. Flamengo precisando reverter um placar de 2 a 0. Normalmente esse tipo de jogo deixa a torcida mais apreensiva, principalmente pelo histórico do time na competição. No entanto, hoje, o clima foi bem diferente das últimas decisões do Flamengo na Libertadores e o desfecho também. Para alegria da torcida rubro-negra.

 

A torcida abraçou o time durante a semana e o recebeu com muita festa, fogos de artifício e cantoria. Aos gritos de “Vamos virar Mengo”, o Flamengo chegou ao Maracanã. Na entrada do time em campo um mosaico com os dizeres “Jogaremos Juntos”. E, literalmente, jogaram junto.

O grito pedindo a virada ecoou por toda a arquibancada durante os 90 minutos, alternando com as tradicionais músicas. E o resultado não demorou para vir. Logo nos minutos iniciais o rubro-negro abriu o placar com Gabigol de pênalti. E foi dele o segundo, que levava o jogo para a decisão de pênaltis. Explosão da torcida e o grito de “vamos virar” ficou ainda mais forte.

O time até tentou e por pouco não chegou ao terceiro. Mas, em pouco mais de uma semana, teve que decidir a vaga novamente nos pênaltis. Só que dessa vez o final foi feliz. Arrascaeta, Bruno Henrique, René e Rafinha fizeram para o Flamengo e Diego Alves brilhou, defendendo uma das cobranças. A última o jogador do Emelec mandou na trave. Flamengo classificado para as Quartas de Final.

O público presente mais uma vez foi superior aos 60 mil. Foram 67.664 presentes, público pagante de 61.202 e renda de R$ 3.992.811,76. (Fotos: Celso Pupo)

E na Cobrança de Pênaltis?

Enquanto as câmeras estão voltadas para os atacantes e goleiros, na cobrança dos pênaltis, muita coisa acontece fora dali. Eram torcedores andando de um lado pro outro, um tentando consolar o outro e tentar acreditar que tudo ia dar certo. Muitos ficaram de costas e de joelhos durante todas as cobranças. O coração não aguenta. E era o grito da Torcida que sinalizava o que estava acontecendo.

Não é só futebol.

E mesmo depois que o jogo acabou é preciso um tempo pra se recuperar. Chorar? Pode ser. Pular? Cantar e comemorar.

Mas você pode dizer que é mais um jogo, mas essa história de pênaltis, virada de jogo, toda tensão durante a semana e um primeiro tempo para dar esperança ao torcedor, muda todo o cenário.

Aquele sonho de um placar elástico, já que no primeiro tempo foram dois gols, não foi dessa vez. Os times devem ter convênio com cardiologistas… só pode.

Agora a pergunta pra fazer é: eles vão conseguir dormir? Talvez. Até a próxima partida.

Chegada do Flamengo

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Patricia Bernardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *