Copa América: Paraguai 2 x 2 Qatar

Facebooktwitterpinterest

Para quem achou que seria um jogo sem graça, errou. Catar surpreendeu e empatou a partida com o Paraguai, que era muito favorito para o jogo no Maracanã. Como, volta e meia acontece, a torcida brasileira resolveu apoiar o menos provável e deve ter ensinado rapidinho os torcedores do Catar a cantar por aqui, desde “Vamos virar Catarrrr, Vamos virar Catarrr” ou “Ahh uhh, o Maracanã é nosso”. De longe dava para ver um torcedor com camisa da Seleção Brasileira regendo o grupo.

Técnico Félix Sánchez

Domingo de sol e temperaturas amenas. Cenário perfeito para o primeiro jogo da competição, mas nas arquibancadas não tivemos um público de torneio internacional. Apesar de bem abaixo do esperado (19.162 presentes e renda de R$ 2.381.305,00 – uma boa renda), a animação dos torcedores divertiu todo mundo.

Antes do jogo, a torcida do Qatar distribuiu acessórios e os paraguaios empolgados cantaram e fizeram barulho nas ruaas. Era difícil não simpatizar com ambos.

Catar

O Jogo

Os primeiros segundos da partida foram com a equipe paraguaia atacando e acabaram conseguindo um escanteio. A jogada acabou gerando toque de mão do time adversário dentro da área. Pênalti  da equipe latina. E com menos de cinco minutos de jogo, Óscar Cardozo abriu o placar.

Cantaram “vamos ganhar Qatar”, vaiaram o juiz e saiu até o “olé olé olá Qatar, Qatar”. Deu pra divertir, ainda mais quando conseguiram fazer uma “ola” com menos de 20 mil pessoas no estádio. O que valia era a diversão.

 

Mesmo com o apoio dos brasileiros, era visível que a seleção do Qatar tinha dificuldades. No primeiro tempo, poucas criaçõe, e perdas de bola até mesmo no contra ataque. A equipe paraguaia tinha mais velocidade, e conseguiu alguns chutes a gol, porém uns para fora, outros direto para a mão do goleiro. Mas o ritmo mudou, o Qatar cresceu.

Paraguai x Catar
O. Cardozo (Atacante) comemora gol durante partida entre Paraguai x Catar, válida pela fase de grupos da Copa América 2019, realizada neste domingo (16) no Estádio do Maracanã em Rio de Janeiro, RJ. Fotos Celso Pupo.
Paraguai x Catar
R. Rojas (Meia) durante partida entre Paraguai x Catar.

 

Segundo Tempo

Com menos de dez minutos, a rede balançou para a equipe Paraguaia, mais uma vez com Óscar Cardozo. Só que o VAR anulou o gol e o nosso tweet também. Justamente no momento que tínhamos registrado a torcida comemorando. Poxa, VAR, assim você não ajuda 🙂

Festa que não durou muito tempo. Em uma arrancada da seleção paraguaia, Derlis Gonzáles fez um belo gol, aumentando a cantoria da torcida paraguaia. Tudo o que o Qatar queria era balançar a rede, apesar das limitações em campo, era notório uma evolução nos jogadores, que já não jogavam da mesma forma do primeiro tempo.

Tanta persistência surtiu efeito. Com um belo gol feito de fora da área, o jogador do Qatar, Amoez, fez o dele e teve seu nome ovacionando pelo Maracanã. E não parou por aí, poucos minutos depois, Khoukhi deixou tudo igual no placar: 2 x 2.

Apesar do placar com tudo igual, a partida terminou com a torcida brasileira gritando “olé” a favor do Qatar. Sem dúvidas, um jogo que vai ficar na memória dos jogadores do time árabe.

Entrada na Torcida: O que Pode?

Uma repórter da nossa equipe, Patrícia Bernardo, foi fazer a cobertura diretamente das arquibancadas. Seguindo a mesma linha da Copa, levou pouca coisa, mas algumas surpresas. Guarda-chuva? Não. Água? Não. Comida? Que nada. O que foi barrado foi um batom! Batom?! E um gloss – para as meninas que entendem do que se trata. É gente, estamos ficando tão poderosas que até batom está assustando. Registros e filmagens, só com o celular.

Maracanã 69 Anos

Mais um jogo importante no Maracanã no dia em que ele “faz aniversário” e nenhuma menção na partida. Já aconteceu isso na Copa das Confederações, na Copa do Mundo e agora. Mas a gente não deixa passar em branco, não.

Facebooktwitterpinterest

Post Author: Taina Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *