Brasileirão 2019: Fluminense 0 x 1 Avaí

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Que noite… Se o jogo não estava bom e difícil de acertar um lance, imagina então quando o VAR sinalizou o pênalti para o Avaí já no final da partida… A paciência dos torcedores do Fluminense que já não estava lá essas coisas foi ladeira abaixo.

Yony Gonzalez durante Fluminense x Avaí realizada no Maracanã pela 17ª rodada do campeonato Brasileiro
Yony Gonzalez e Ricardo durante Fluminense x Avaí realizada no Maracanã pela 17ª rodada do campeonato Brasileiro, na noite desta segunda-feira (2), no Rio de Janeiro, RJ.

Jogo até que não foi paradão porque a correria era grande, no estilo “é pra tentar qualquer coisa”. Só que foi uma sessão de uhhhhh (quase gol) e ahhhhhh (não era desse jeito!) várias vezes. Em momentos demoravam muito pra chutar e em outros o chute e contra ataques saíram errado. A situação ficou de um tal jeito que Ganso foi vaiado na substituição, lances do Avaí sendo aplaudidos, Oswaldo xingado de burro e o clássico “time sem vergonha” no final.

A rodada termina com o Fluminense em uma situação muito complicada e com a primeira vitória do Avaí no Brasileirão 2019. (fotos Celso Pupo)

Público e Renda

Depois do resultado da última partida, a estratégia do Fluminense foi colocar uma das categorias de ingressos a R$ 10,00 (R$ 5 meia entrada) no setor Leste. Parcialmente a ideia foi boa, porque foi o setor que tinha mais gente no Maracanã.

O total –  16.811 presentes, 16.043 pagantes e renda de R$ 179.235,00.

Chegada dos Torcedores ao Maracanã

Se normalmente a Torcida do Fluminense chega em cima da hora, imagina em um jogo às 20h em uma segunda-feira. Ai complica mesmo. Eram sete da noite quando as bilheterias 1, 2 e 3 começaram a registrar um volume maior de torcedores. Tivemos fila nas três, mais ou menos do mesmo tamanho.

O número de pessoas aumentou em poucos minutos. Quando passei na 1 e na 2 estava de um jeito. Fui até o acesso do Bellini (setor D) e quando voltei a fila já tinha aumentado bastante. No trânsito, a opção foi de não fechar a Rua Eurico Rabelo e foi acertada. O movimento no Bar dos Esportes não era grande e liberar a via facilita a vida de todo mundo por ali.

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *