Brasileirão: Fluminsense 0 x 1 CSA

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Acelera o jogo! Uma frase dita várias vezes pelos torcedores, que estavam acompanhando o jogo entre Fluminense x CSA e eles tinham razão. No primeiro tempo, e em boa parte do segundo, o time tricolor continuava lento, mas isso tem oscilado demais nos jogos e torneios.

Yony Gonzalez e Apodi durante Fluminense x CSA realizada no Maracanã pela 15ª rodada do CampeonatoBrasileiro, foto Celso Pupo

O torcedor não deixou de cantar, mas teve um momento que não deu mais e depois da reclamação começaram vaias e foi pra todo mundo. Para o time que não avançava e estava lento, para o juiz que não marcava alguns lances, para o goleiro do CSA que enrolava na saída de bola, para as escolhas de Diniz. Sobrou pra todo mundo e vamos combinar que com razão.

O que o pessoal queria? Mais chutes. Uma bola na trave por volta dos 15’ deu uma acelerada no time. Mas só para ter ideia do que estava acontecendo, uma cobrança de escanteio quase vira tiro de meta! Toque de bola além da conta e falta de energia foi o que mais se viu.

Contra ataque e gol do CSA, para piorar o cenário que já estava ruim. Realmente foi um jogo pra tirar os tricolores do sério.

Público no Maraca

O aviso do Fluminense foi de 13 mil ingressos vendidos durante a semana. Nas bilheterias aquela mania de chegar em cima da hora, movimentou principalmente a número 2, mas todas as bilheterias estavam abertas. Pessoal entrou mais próximo à hora do jogo e tivemos. 25.049 presentes, 22.963 pagantes e renda de R$ 709.425,00.

Andando no entorno do Maracanã, vimos que o trânsito ficou tranquilo, a Rua Eurico Rabelo não foi fechada, facilitando o acesso dos torcedores ao estacionamento do Maracanã. É caro viu, mas muitos estão optando por ele, enquanto uma liminar proíbe o uso do estacionamento da UERJ.

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *