Brasileirão 2019: Flamengo 6 x 1 Goiás

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Que tal um domingo para voltar ao Maracanã para matar as saudades? Então o retorno do Flamengo não poderia ser melhor. Jogo 11h da manhã, um público de 65.154 torcedores (60.947 pagantes), renda de R$ 2.218.843,50 e seis gols no placar. É para passar o resto do dia só na comemoração, que começou nas arquibancadas. Teve música, teve ola, teve olé e muita gente querendo 7×1. Mas a galera deixou o estádio muito satisfeita.

Arrascaeta, Arrascaeta e Arrascaeta. Foram três gols no primeiro tempo, as 5’, 45’ e 49 minutos. Bruno Henrique marcou aos 43’. Uma sequência que as postagens no Twitter nem conseguiram acompanhar. O gol do Goiás foi marcado por Kayke, no primeiro tempo, quando o placar estava empatado.

Não parou, no segundo tempo mais dois, com Gabigol. Para os torcedores, o melhor foi ainda ver mais uns três gols, perdidos no final do jogo, como bicicleta, chute cruzado, quase um de cobertura e por ai vai. (fotos Celso Pupo)

De Arrascaeta comemora gol durante Flamengo x Goiás, foto Celso Pupo

 

Gabriel Barbosa

Público e Renda

Mais um excelente público no Maracanã na rodada do Brasileirão, com 65.154 presentes, nova área (que veremos em breve) 0 Leste Mais e praticamente ingressos esgotados.

Chegada dos Torcedores

Os jogos às 11h tem um comportamento diferente dos torcedores, em relação ao horário e ritmo de chegada, mas depois de um mês, era hora de checar como seria nesse domingo.

Algumas questões complicaram a vida do torcedor, como o fechamento do estacionamento da UERJ. Até sexta à noite, a informação, que apuramos com eles, era que estaria aberto, mas uma troca de tweets no sábado (falando de uma liminar) o estacionamento não estaria funcionando.

Como tem sido feito, o trecho de um dos acessos do setor Sul, da Torcida do Goiás, estava fechado e tanto o estacionamento do Maracanã quanto o improvisado do Celio de Barros também fechado.

Enquanto as bilheterias não registraram grandes filas. Enquanto as bilheterias 1 e 2 estavam tranquilas, a 4 tinha fila. A 3, quando passei mais próximo do jogo, estava movimentada. Recomendação de orientadores para avisarem e espalharem melhor os torcedores.

Se as bilheterias não tinham problemas, não dá pra dizer o mesmo do trânsito. O entorno do Maracanã, Rua São Francisco Xavier, Avenida Maracanã e Viaduto Odulvado Cozzi ficam muito ruins. Um nó no trânsito.

Na rampa do metrô, ninguém se incomodou com o volume de gente chegando. Muito pelo contrário. Todos registrando e compartilhando, inclusive nós. A Torcida queria matar as saudades.

 

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *