Mais um Vasco x Bangu: Vasco Classificado para a Final

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Quem disse que só Fla Flu tem um monte de vezes? Vasco e Bangu também. Já é o terceiro encontro dos dois times e tinha sido uma vitória pra cada lado. Neste encontro foi a vez do Vasco sair com a vitória e garantir a vaga na final do Campeonato Carioca. Dois gols para o Vasco – com Bruno César e Yan Sasse – e Yaya Banhoro pelo Bangu.

Se o primeiro tempo foi de carência de gols e irritação nas arquibancadas – mais do lado do Vasco – o segundo mudou. O time do Vasco veio melhor e a arquibancada acompanhou, ficando um pouco mais calma e, com isso, cantou mais. Já do lado do Bangu mais tranquilidade, de quem sabe que chegaram a um momento pra lá de especial, então é curtir sem tanto estresse. Isso tanto no gramado com um espírito mais leve e menos cobrança. O Bangu se posicionou muito bem.

Dessa vez, no fim do jogo, a Torcida do Vasco comemorou a classificação para final e a do Bangu aplaudiu e vibrou com o time, mesmo com a derrota em campo. Um aprendizado para todos.

Yan Sassi comemora gol durante Vasco x Bangu, partida válida pela semifinal do Campeonato Carioca, realizada no estádio Maracanã, localizado na cidade do Rio de Janeiro, RJ, neste domingo (07).

Nas arquibancadas tivemos um bom público – não excelente, mas bom público – com 19.786 presentes, 18.435 pagantes e renda de R$ 560.680,00.

Torcidas no Maracanã

A Torcida do Vasco continua mantendo sua mania de chegar mais em cima da hora e o movimento aumentou de forma significativa por volta das 3 da tarde.  Nas arquibancadas, o pessoal foi chegando chegando chegando e ocupou mais o setor Sul. Setores Leste e Oeste com público pequeno

A Torcida do Bangu veio em bom número e dessa vez ao invés de ficar na parte inferior do Maracanã ficou na superior. Chegaram aos poucos lá pelo acesso do Setor Norte e fizeram um bom trabalho no Maracanã.

Entorno do Maracanã

Sem problemas nos acessos, com aquela demorada básica para entrar no Maracanã. Até onde acompanhamos, sem problemas. Somente duas bilheterias abertas para o jogo de hoje – a 1 e a 2 – e fila nas duas, mas sem complicações exageradas para quem chegou até às 14h30.

Uma das perguntas que mais fazem a nós durante as coberturas é se o estacionamento da UERJ está aberto. Geralmente seguem um padrão há um bom tempo o que facilita a vida da gente e do torcedor. Já o estacionamento que inventaram dentro do Estádio Célio de Barros… Tem dias que abre, tem dias que não. Tem dias que a Rua Eurico Rabelo fecha, tem dias que não. E aí é o torcedor que não sabe fazer as coisas…

Ambulantes e Áreas de Uso

Hoje a repressão aos ambulantes foi uma das mais significativas dos últimos jogos. Provavelmente em função dos graves problemas de circulação que vinham acontecendo. A “operação espanador” (como costumo chamar) durou bastante tempo e a impressão que dava era que quase toda a Guarda Municipal estava por aqui.

Por que não param e pensam que existem áreas vazias e com espaço suficiente para colocar o pessoal lá? Não há praticamente bar nenhum no entorno e as pessoas não podem entrar com bebida. Não dava para sentar e pensar em alguma coisa? Será que é tão difícil assim?

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *