FIBA Intercontinental Cup no Rio de Janeiro

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Faz parte do nosso estilo de trabalho, contar os bastidores de algumas competições, tanto para o público ficar sabendo do que acontece fora da telinha, quanto os futuros jornalistas que podem usar as informações em uma cobertura.

Hora de acompanhar o Torneio Internacional de Basquete, promovido pela FIBA, com solicitação de credenciamento internacional para o Fim de Jogo. E tudo deu certo. (fotos Celso Pupo)

Taça do torneio, foto Celso Pupo

O Torneio Final Four

A competição reúne quatro clubes – San Lorenzo, AEK, Flamengo e Austin Spurs – e está sendo realizado na Arena Carioca I, no Parque Olímpico na Barra da Tijuca. O formato é o Final Four, com duas semifinais, na sexta, 15 de fevereiro, seguindo no domingo pela com disputa de terceiro lugar e a final. O Flamengo é o anfitrião do torneio; Austin Spurs é campeão da NBA G-League; AEK, campeão da Liga dos Campeões de Basquete; e San Lorenzo, campeão da CTV Liga das Américas.

De Juan Blair durante Flamengo x Austin Spur pela Intercontinental Cup (basquete) na semi-final, realizada no Arena Carioca 1 no Rio de Janeiro, RJ.

Ingressos

Existem dois tipos de entradas, com ingresso diário, válido para um dos dois dias (para sexta-feira, 15 de fevereiro ou para domingo, 17 de fevereiro), cujo preço varia de $9 USD (35 reais) a $35 USD (130 reais). O ingresso global, que tem acesso aos quatro jogos que são disputados nos dois dias e que custam entre $15 USD (60 reais) a $52 USD (200 reais). Os ingressos podem ser comprados aqui.

Resultados da Sexta-feira

No primeiro jogo, o San Lorenzo que antes jogava bem, decepcionou e perdeu para AEK por 86 a 64. No jogo seguinte o Flamengo jogou com tranquilidade e não teve problemas para vencer o Austin Spurs  – 90 x 58.

A final acontece no domingo às 18h, na Arena Carioca, entre Flamengo x AEK.

Rafa Mineiro durante Flamengo x Austin Spur pela Intercontinental Cup (basquete) na semi-final, realizada no Arena Carioca 1 no Rio de Janeiro, RJ.
Mathias Calfani durante San Lorenzo x AEK pela Intercontinental Cup (basquete) na semi-final, realizada no Arena Carioca 1 no Rio de Janeiro, RJ.

Ação Social e Intervalo

Várias crianças de ONGs e projetos sociais nas arquibancadas da Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, entre elas de Pavuna e Santa Cruz. As parcerias foram feitas com a FIBA. Brincaram, dançaram, torceram e aproveitaram para se envolver com o esporte. Ainda aproveitaram as apresentações no intervalo da partida.

 

Homenagens aos Garotos do Ninho

Minuto de silêncio nos dois jogos, bandeiras, músicas. Mais um dia com homenagens dos times convidados, do Flamengo e do público que veio até a Arena Carioca 1.

laço de luto durante Flamengo x Austin Spur pela Intercontinental Cup (basquete) na semi-final, realizada no Arena Carioca 1 no Rio de Janeiro, RJ.

Cobertura da Imprensa

O procedimento de credenciamento foi através da FIBA, no site internacional, com a primeira resposta ok do recebimento e depois envio de email com o ok para o pedido. Depois disso, também recebemos o Media Manual que incluía os procedimentos nas mídias sociais.

Diferente da Conmebol, os jornalistas podem utilizar celulares e tablets para registros dentro de quadra, sem filmagem do jogo. Antes do início dos jogos, era permitido filmar, inclusive e entrada dos times.
O que não podia? Os jornalistas credenciados como imprensa não podiam usar equipamentos profissionais para fotos e filmagem, que dependia de um credenciamento específico. Na nossa opinião, a decisão é lógica e acertada.

A estrutura de trabalho incluía sala de imprensa para coletiva, além de bancada, com cabos de rede, tomadas embaixo das mesas e acesso wifi. Tão simples não é? Parece tão óbvio que não dá para entender porque isso não se torna uma decisão rotineira.

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *