Fluminense 1 x 0 América MG: Tarde Tensa no Maracanã, Mas Passou

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

O início do jogo mostrava como estava o clima dos torcedores e nem precisava muita descrição, porque todo mundo imaginava. A cada ataque do Fluminense a galera parava de cantar pra gritar empurrando o time. A cada ataque do América era um silêncio e quase um pedido para que o time defendesse de qualquer jeito. (Fotos do jogo Celso Pupo)

O gol saiu – marcado por Richard – mas a maior comemoração mesmo foi da defesa do pênalti por Julio Cesar, além de outros momentos, quando ele e Gum quase tiraram a bola de dentro do gol.

 

No final, o que chamou a atenção foi o tempo que os jogadores ficaram reunidos no gramado. Foi muito agradecimento pra fazer.

Goleiro Júlio Cesar e Marlon durante Fluminense x América-MG

Público no Jogo

O número de torcedores que decidiu vir ao jogo aumentou rápido. Foi muita gente comprando ingresso no dia do jogo, já que a parcial de vendas era de 15 mil e o público presente de 35.647, com 34.870 pagantes e renda de R$ 139.932,50.

Foi canto rezando, foi xingamento para o Abad e para o Flusócio, foi cantoria e foi o grito de alívio quando o juiz apitou o final da partida. Parecia que uma tonelada de peso tinha saído das costas dos torcedores.

No Entorno do Maracanã

Uma zona. Não tem melhor definição para como estava o entorno do Maracanã hoje. Não estamos falando nem das filas nas bilheterias. A 4 não foi aberta, o que deveria ter sido colocado como plano B, já que os ingressos estavam custando R$ 5,00 (inteira) e a Torcida do Fluminense tem sido imprevisível quanto ao comparecimento, principalmente em cima da hora.

Flanelinha, ambulante, vc-sabe-quem, policiamento, ruas sem esquema de trânsito…

A quantidade de ambulantes era enorme e os torcedores não conseguiam circular na calçada na Rua Eurico Rabelo. Equipes da Guarda Municipal havia sim, mas não tinha repressão e todo mundo ficava junto. O que não dá para entender é porque em alguns jogos têm proibição e outros nem a “operação espanador” (nome que criamos porque só serve pra espantar e volta todo mundo) teve.

A CETRio também resolveu mudar os planos e não sabemos o porquê, não fecharam a Rua Eurico Rabelo. O que aconteceu? Começa a aglomeração de torcedores na frente do Bar dos Esportes, ninguém passa e logo vem o policiamento para espalhar e sai confusão.

Mandamos mensagem para o Centro de Operação. Passava das 4h quando resolveram fechar e com a ajuda das equipes locais de trabalho do Maracanã. Depois veio a oficial.

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *