Vasco 1 x 1 Atlético Paranaense

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

O pedido de apoio foi feito e a Torcida do Vasco atendeu. Cantou, cobrou o time, pediu pra jogar, vibrou com o gol e custou a acreditar quando viu o empate chegar nos segundos finais do jogo. 1×1 em São Januário, com gol de Tiago Galhardo pelo Vasco e Léo Pereira, pelo Atlético Paranaense.

São Januário recebeu cerca de 20 mil torcedores, que ocuparam todo o espaço do estádio, já que foi torcida única. Balões, escudos, fumaça, faixas e bandeiras preparados para dar o apoio, mas o time não ia bem. Já no primeiro tempo, o pessoal gritava: Ei Vasco, vamos jogar! A apreensão tinha motivo, porque as coisas não iam bem. (fotos Celso Pupo)

O Vasco não finalizava direito e ia tirando o pessoal do sério. Mas veio o pênalti e a comemoração fez explodir São Januário, com os torcedores comemorando cada segundo daquele gol. Só que torcedor pressente, sabe, analisa e, mesmo os mais fanáticos, sabem que algo poderia acontecer. E foi assim. Já nos acréscimos saiu o empate, que foi um baque no meio de tanta festa.

Tirou o pessoal do sério da pior forma. Nas arquibancadas sem grandes problemas, mas do lado de fora a situação se complicou. Na hora que estávamos saindo de dentro de São Januário, o pedido foi que todos voltassem rápido e os portões foram fechados. Lá de dentro a gente ouvia as bombas. O jeito foi aguardar até que tudo se acalmasse e nem dava para ver o que acontecia. Não dá pra perder a cabeça assim e, geralmente, a gente já imagina quem provocou.

É respirar e até ver que tem uma distância, pequena, mas tem do lugar complicado na tabela. Então se acalmem.

Faixa pelo Dia Mundial do Diabetes antes de Vasco x Atletico PR realizado no Estádio de São Januário pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro no Rio de Janeiro, RJ.

Pelo Dia Mundial do Diabetes

Se para muita gente, esse dia não vai querer ser lembrado, para um grupo apaixonado pelo Vasco, e com o diabetes na rotina do dia, foi especial.

Aproveitamos para agradecer muito a ajuda de todos que deixaram esse grupo feliz. Depois da visita ao CT, na semana passada, familiares e diabéticos foram convidados a irem ao jogo e tivemos Alanis, Hyan e Ana Luiza, todos com diabetes tipo 1, vivendo um dia especial.

Enquanto Alanis e Hyan entraram com o time, Ana Luiza, que já é adolescente, ganhou presente do Vasco. O diabetes desse vez foi o que os levou, junto com suas famílias a viverem a paixão pelo clube e não importa se com derrota ou vitória.

Antes do jogo, uma faixa pelo Dia Mundial do Diabetes – 14 de novembro – e mensagens de alerta, sintomas e prevenção passaram no telão. Uma ação feita pelo Blog Fim de Jogo e a Revista EmDiabetes – projeto independente sobre educação em diabetes – com o apoio das Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rio de Janeiro e Sociedade Brasileira de Diabetes Rio de Janeiro.

Saúde e esportes juntos.

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *