Luiz Gustavo e o goleiro Éverson durante Vasco x Ceará

Brasileirão 2018: Vasco 1 x 1 Ceará

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Quando o time não divulga a parcial de vendas de ingresso antecipadamente é porque os números não estão bons, mas parece que essa premissa andou mudando em São Januário, nesta segunda-feira. O jogo entre Vasco x Ceará, pelo Brasileirão 2018, parecia que não estava na programação dos vascaínos. Só parecia, porque foi chegando gente, foi chegando gente e o estádio recebeu um ótimo público com 15.539 presentes (15.093 pagantes e renda de R$ 378.105,00).

Wagner comemora gol (fotos Celso Pupo/DC Press)

Por volta das sete e meia, o movimento dentro de São Januário era médio, mas do lado de fora, a galera se aglomerava principalmente no acesso principal das arquibancadas.

Muita gente entrou quando a bola já estava rolando. No início todo mundo animado, mas era nítido que o time não rendia o que era preciso. No final do primeiro tempo, a torcida pedia para o time jogar. “Ei Vasco, vamos jogar. Ei, Vasco vamos jogar”, gritavam os torcedores. Mas ficou nisso e as vaias só apareceram no intervalo. O pessoal fez o possível para se segurar e foi um alívio o momento do gol. Wagner abriu o placar.

A ducha fria veio logo depois com o empate do Ceará. Ai, a galera sentiu que a coisa tinha complicado de vez, mas aguentaram firme. No final da partida, vaias, reclamação e a preocupação. Mas não tenho jeito, é respirar fundo e ver o que vai dar mais adiante. Na resposta ao tweet do Vasco, no final da partida, a reação da torcida, onde alguns torcedores reclamavam das trocas de técnicos. Encontrar uma explicação vai ser difícil.

Vasco x Ceará
Luiz Gustavo e o goleiro Éverson

 

Facebooktwittergoogle_pluspinterest

Post Author: Cristina Dissat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *